03/05/2011 - 09:50
SEGURANÇA PÚBLICA
Quadrilha de tráfico de drogas é desarticulada, 16 são presos pela Polícia Civil no Médio-Norte (atualizada)

LUCIENE OLIVEIRA
Assessoria/PJC-MT
 
Nove meses de investigações resultaram na prisão de 16 integrantes de uma quadrilha de tráfico de drogas, na região Médio-Norte de Mato Grosso, nesta terça-feira (03.04), na operação “Faxina Nobre”. A operação foi deflagrada pela Polícia Judiciária Civil para cumprimento de 17 mandados de prisão temporária (30 dias) e de busca e apreensão nos municípios de Nobres, Diamantino, Nova Mutum, Alto Paraguai, Jangada e Cáceres.
 
A quadrilha movimentava cerca de seis quilos de cocaína por semana, trazidos da fronteira para abastecer traficantes, principalmente de Diamantino e Nobres, bases da operação comandada pelo delegado regional, Wilson Leite. Depois de “batizada” a droga rendia 18 quilos, sendo que um quilo divididos em porções contabiliza 4 mil trouxinhas vendidas no mercado ilícito do tráfico de drogas.
 
Nas cidades de Diamantino e Cáceres, os policiais apreenderam cinco veículos (1 Honda Civic,1 caminhonete F 4000 e 3 motocicletas) adquiridos com o dinheiro do tráfico de drogas. Em Alto Paraguai, foram apreendidos 700 gramas de maconha.
 
Na Capital, no dia 23 de dezembro passado, policiais da Inteligência da Polícia Civil conseguiram prende Marcos da Silva Canette, 38 anos, no trevo de acesso bairro Tijucal, próximo ao supermercado Atacadão, com quatro quilos de pasta-base dentro de uma sacola de viajem.  O traficante continua preso em Cuiabá respondendo  processo criminal.
 
A droga teria vindo da região de Cáceres, onde policiais da Delegacia Regional procuram pelo principal fornecedor de entorpecentes dos traficantes do Médio-Norte. De acordo com o delegado Wilson Leite, o tráfico de drogas levou a prática de quatro ocorridos na cidade de Diamantino entre os meses de dezembro de 2010 e março  de 2011.
 
 A operação mobilizou 70 policiais, entre delegados, investigadores e escrivães para cumprimento das ordens de prisão e busca, com apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE).

 
Índice de Notícia