04/01/2011 - 14:28
POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL
Delegacia Virtual formaliza 57 mil boletins de ocorrências em cinco anos

LUCIENE OLIVEIRA
Assessoria/PJC-MT

Assessoria/PJC-MT
Cartaz da Delegacia Virtual de Mato Grosso

Desde sua criação, no ano de 2006, a Delegacia Virtual da Polícia Judiciária Civil recebeu 73.731 acessos e encaminhou 58.840 boletins validados aos usuários. Em 2010, a unidade virtual registrou 23.660 acessos ao sistema com 18.901 ocorrências legitimadas, quase 5 mil a mais comparado com 2009 que registrou 14.117 boletins procedentes, de 17.718 acessos ao site: www.delegaciavirtual.mt.gov.br.

A procura pelo registro de boletim de ocorrência via internet deverá crescer com as melhorias que serão implantadas no sistema neste ano. A Coordenadoria de Tecnologia da Informação da Secretaria de Segurança Pública (SESP) junto com a Coordenadoria de Informação e Tecnologia da Polícia Judiciária Civil já iniciaram os estudos para tornar o sistema mais leve e aumentar a natureza dos crimes registrados.

De acordo com o diretor metropolitano, delegado Marcos Veloso, as melhorias deverão ocorrer no aumento de algumas modalidades de delitos, de competência dos Juizados Especiais, como a contravenção penal e alguns relacionados a trânsito, sem vítima. Para Veloso, as tecnologias estão cada vez mais facilitando a vida das pessoas e o serviço policial precisa acompanhar o processo de desenvolvimento.

As mudanças deverão tornar o site mais ágil e facilitar o registro às pessoas que procuram pelo atendimento online. Um dos problemas verificados pelos técnicos da Delegacia Virtual está na inconsistência dos dados. Entre os anos de 2009 e 2010, mais de 8 mil registros não foram convalidados por apresentar erros no preenchimento das informações ou por falta de confirmação dos dados declarados pelas vítimas.

A Delegacia Virtual disponibiliza atualmente a comunicação de extravio de documentos, que consome mais de 40% dos registros de boletins de ocorrências da Polícia Civil. A opção desse tipo de registro pela internet ajuda na diminuição das filas nas delegacias físicas e também do tempo de espera. O serviço virtual também disponibiliza o registro de pequenos furtos, sem violência, como furto/extravio de celular e de placas de veículos, notificações de desaparecimento de pessoas, localização de pessoas e denúncias.

 A média de registro mensal é de 1.400 ocorrências, total de pessoas que optaram pelo atendimento virtual e deixaram de comparecer a uma das delegacias físicas da Polícia Civil. A supervisora da Delegacia Virtual, investigadora Benedita Maria Vasco Reis, explicou que o usuário precisa tomar alguns cuidados na hora de preencher os campos, principalmente estar atento para não esquecer de informar o contato, com telefone e e-mail. “É feita uma checagem dos dados e quando a ocorrência não é convalidada. A resposta vai por e-mail com orientação para procurar uma delegacia”, disse.

De acordo com a investigadora, quando há erros no preenchimento o servidor entra em contato via telefone com a pessoa e informa o erro. “Para que não tenha que ir a uma delegacia”, complementa.

Todas as ocorrências são analisadas e validadas em até quatro horas. Em média, a maioria das respostas é encaminhada em 20 minutos. A vítima recebe uma cópia do boletim de ocorrência via e-mail, validado pelo técnico responsável pela triagem e análise da ocorrência. Uma via do boletim vai também para a delegacia mais próxima do local do fato ou para a unidade especializada no delito, objetivando dar continuidade ao procedimento.

O boletim de ocorrência gerado pela Delegacia Virtual tem o mesmo valor jurídico dos boletins confeccionados nas delegacias físicas. O serviço está disponível para toda a população de Mato Grosso que venha a precisar.

Para falar com a Delegacia Virtual o telefone da base fixa é o 3901-4834, instalada na Central de Ocorrências, na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha) - Cuiabá.
 

 
Índice de Notícia