Notícias

POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL

Programas de prevenção aproxima polícia da comunidade em Vila Rica

26/06/2016 - 09:10

Assessoria | PJC-MT

O tema drogas foi discutido com crianças e adolescentes da rede municipal de ensino do município de Vila Rica, em palestra promovida pelos programas De Bem Com a Vida e De Cara Limpa Contra as Drogas, a convite da Secretaria de Assistência Social, por meio do Centro de Referência de Assistência Social em Vila Rica (CRAS).

A palestra sobre drogas foi ministrada pelo investigador da Polícia Civil, Edenir Paulista Solis dos Santos, no auditório do Cras, na sexta-feira (24), para 250 pessoas, entre crianças, adolescentes, pais e professores. O policial conversou com o público sobre os malefícios das drogas, tabaco, e o consumo de álcool, considerada uma droga lícita, mas também a porta de entrada para outros tipos de drogas mais danosas.

 "Por isso, é muito importante trabalharmos com a prevenção e falar sobre as consequências que os entorpecentes provocam. Apesar de trazerem prejuízos ao organismo, as drogas lícitas são liberadas por lei e aceitas pela sociedade. É considerada droga lícita qualquer substância que contenha álcool, nicotina, cafeína, medicamentos sem prescrição médica e anabolizantes", explicou  o investigador .

O policial também é membro da Associação Brasil SGI, uma ONG que atua na área da paz, cultura e educação. Ele disse que depois da chegada do delegado, Gutemberg de Lucena Almeida, o combate ao crime de trafico de drogas foi intensificado. "A  Polícia está buscando atuar não só na repressão, como também na prevenção através da aproximação com a comunidade por meio dos programas já solidificados da PJC como o De Bem com a Vida e o De Cara Limpa Contra as Drogas", disse.

Sobre exploração sexual de crianças e adolescentes, as palestrantes, Lara de Oliveira Araújo Assistente Social, Dra. Carla Veruska Psicóloga  mostraram os principais conceitos do fenômeno do abuso sexual perpetrado contra crianças e adolescentes por abusadores do espaço doméstico (intrafamiliar) e por estranhos (extrafamiliar), sob uma perspectiva interdisciplinar, possibilitando a construção de uma visão ampliada e complexa sobre o caso

A secretaria de Assistência Social Wania Ferreira de Freitas disse que esses encontros têm a finalidade de unir esforços dos diversos setores da sociedade no combate às drogas e a exploração sexual de crianças e adolescentes  “É preciso unir forças entre jovens, sociedade civil, governos, comunidades, famílias, escolas, organizações religiosas, empresas e meios de comunicação. Trabalhando juntos é que conseguiremos romper o silêncio, o estigma e a exclusão que rodeiam os tóxico dependentes”, frisou a Secretária.

Com informações do site Vila Rica

 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia